quinta-feira, 2 de julho de 2009

PLANOS DE AULA PRODUZIDOS PELAS CURSISTAS

ATIVIDADE DA PRIMEIRA OFICINA


PLANO DE AULA – 8ª. SÉRIE / 9º. ANO

Plano de aula elaborado por Edelci Maria – Professora Formadora

OBJETIVOS

• Distinguir linguagem poética da não-poética.
• Identificar a sequência tipológica predominante.
• Identificar elementos característicos de uma sequência tipológica narrativa.
• Identificar marcas lingüísticas da oralidade.
• Produzir um texto que apresente uma sequência tipológica narrativa do gênero crônica.


TEXTO I

POEMA TIRADO DE UMA NOTÍCIA DE JORNAL

João Gostoso era carregador de feira-livre e morava no morro da Babilônia
[num barraco sem-número
Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro
Bebeu
Cantou
Dançou
Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.

Manuel Bandeira

TEXTO II
NOTÍCIA DE JORNAL

Tentou contra a existência
num humilde barracão
Joana de Tal por causa de um tal João.
Depois de medicada, retirou-se pro seu lar
e aí a notícia
carece de exatidão.
O lar não mais existe,
ninguém volta ao que acabou.
Joana é mais uma mulata triste
que errou
- errou na dose, errou no amor
Joana errou de João.
Ninguém notou, ninguém morou
Na dor que era o seu mal:
- A dor da gente não sai no jornal.

(Luís Reis e Haroldo Barbosa)


SOBRE OS TEXTOS

1 – Você já deve ter lido, em jornais, notícias semelhantes aos fatos relatados nos textos transcritos. Basicamente, o que diferencia esses textos de uma notícia jornalística?

2 – O uso do pronome “tal” em nomear os protagonistas no poema Notícia de Jornal, promove uma mudança semântica. Que mudança é essa?

3 – Os textos acima transcritos, quanto à sua estrutura, recebem qual classificação quanto ao gênero?


4 – Poema tirado de uma notícia de jornal (Manuel Bandeira) e Notícia de jornal (Luís Reis e Haroldo Barbosa) são textos que dialogam entre si, apresentam semelhanças: o que é chamado de intertextualidade. Leia com atenção e liste estas semelhanças.

5 – Nos dois poemas há predominância de uma sequência tipológica. Qual é? Assinale a alternativa correta.

( a ) sequência tipológica descritiva.
( b) sequência tipológica expositiva e argumentativa.
( c ) sequência tipológica narrativa.
( d ) sequência tipológica injuntiva.
( e ) sequência tipológica injuntiva e preditiva.

6 – Uma sequência tipológica difere de outra por apresentar elementos distintivos. Quais elementos pertinentes a essa sequência tipológica estão presentes no Texto I e no Texto II?

7 – Em muitos textos literários percebemos marcas típicas da linguagem oral. Quando isso acontece o autor faz intencionalmente e as razões podem ser as mais diversas. Aponte essas expressões presentes nos textos.

8 – Muitas vezes, os gêneros textuais se interrelacionam: mesclando um ou mais gêneros. Isto ocorre nos textos expostos acima. Quais são esses gêneros que se interrelacionam?

9 – O texto poético pode ser construído com ou sem rima. Os autores acima privilegiaram a rima em seus textos. Retire-as.

10 – Produza um texto do gênero crônica, tendo como base de inspiração uma notícia publicada em um jornal. Não esqueça dos elementos e da especificidade deste gênero.

Professora Edelci Maria




PROFESSORA: HILDA G. JESSE - TERESINHA LURDES FUCHS
ESCOLA MUNICIPAL 25 DE JULHO
ATIVIDADE REALIZADA COM O 7º. ANO

PROFESSORA: NELDI BENDER
ESCOLA MUNICIPAL JOÃO PADILHA DO NASCIMENTO
ATIVIDADE REALIZADO COM O 7º. ANO




POEMA TIRADO DE UMA NOTÍCIA DE JORNAL

João Gostoso era carregador de feira-livre e morava no morro da Babilônia
[num barraco sem-número
Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro
Bebeu
Cantou
Dançou
Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.

MANUEL BANDEIRA


O assunto foi introduzido realizando um debate sobre diferentes assuntos publicados no jornal.


Questões sobre o poema

1 – Esse poema trata de um assunto muito real na sociedade de hoje. De que trata o texto?

2 – Crie um título adequado para o poema.

3 – No poema temos o uso constante de verbos. Identifique o modo, o tempo e a pessoa dos tempos verbais.

4 – Que impressão esses verbos de ação causam no leitor?

5 – Na sua opinião, porque o primeiro e segundo versos aparecem em segundo plano em relação aos verbos em destaque?

6 – Por que o uso dos colchetes? Argumente.

7 – Criar e elaborar uma notícia de jornal sobre o assunto do texto.

8 – Pesquise o autor Manuel Bandeira.



RELATO SOBRE A APLICAÇÃO DA ATIVIDADE

Foi uma atividade positiva. Todo encaminhamento da aula teve relação com o trabalho, notícia trágica que, geralmente, os jornais enfatizam. Foi uma linguagem de fácil compreensão.

Professora Hilda

Notícia de jornal produzida pela aluna Dara Mohana (7º. Ano)
Escola Municipal de Ensino Fundamental 25 de Julho

México abalado pela morte
de 41 crianças em incêndio

Hermosilho – pais enlutados começaram a sepultar seus filhos, depois do incêndio de sexta-feira em uma creche e matou 41 crianças, incluindos bebes em tragédia que abalou o México e levou o presidente Felipe Calderón a prometer uma investigação profunda. Caderón chegou a Hermosillo, capital do estado de Sonora, na noite de sábado para consolar os feridos. “Quero dizer as mães e os pais dos pequenos que morreram que compartilhamos a sua profunda dor”.
A família de Maria Magdalena Millan, de 2 anos, jogou rosas brancas em seu caixão. “Eu amo você não quero deixa-la aqui”, gritou a mãe durante o funeral. “Nas últimas horas tivemos mais de 3 falecimentos, somando agora 41”. Confirmou o secretário de saúde de Sonora. Outras 12 crianças continuam ospitalizadas em estado grave. havia um total de 142 crianças na creche ABC, uma consenssa do governo a uma firma particular, no momento do incendio, crianças com idade de 3 meses a 5 anos, e 6 funcionários para cuidar delas. As crianças estavam dormindo quando o incendio começou as 15:00 na sexta-feira a maioria delas morreu sufocada pela fumaça. A creche não tinha saídas de emergencia. Para o resgate ser feito, paredes de concreto tiveram de ser derrubadas. Segundo testemunhas o fogo começou em uma loja de pneus ao lado. A tragédia voltou a levantar questões da segurança no pais.


RELATO SOBRE A APLICAÇÃO DA ATIVIDADE

As atividades foram planejadas junto com as colegas do Curso Gestar II, antes de acabar a aula. As atividades foram planejadas para trabalhar no 7º. Ano. Como eu já havia trabalhado poemas, verbos, tempos e modos verbais, pessoa do verbo, produção de texto, não encontrei dificuldade em relação às atividades propostas.
Portanto, cheguei a conclusão de que esse exercício, serviu como trabalho de fixação de conteúdos já trabalhados anteriormente com os alunos. Posso avaliar este trabalho como bem sucedido, pois despertou o interesse nos alunos. Interesse e surpresa com o final do poema. Então, avalio ter alcançado os objetivos no trabalho proposto.
Por outro lado, por falta de tempo disponível, não foi possível discutir com minhas colegas e coordenadora, a prática deste trabalho por motivo de que todas as professoras estão com a carga horária carregada e fins de semanas e feriados comprometidos com as aulas do Programa Gestar II. Os resultados dos trabalhos, tanto no curso como em sala de aula são muito bons, porém cansativos, por falta de momentos para descanso...

Professora Teresinha

Notícia de jornal elaborada pela aluna Andressa C. Kern (7º. Ano)
Escola Municipal de Ensino Fundamental 25 de Julho

O homem que só bebia

Era uma vez um homem chamado Marcos Daniel que gostava muito de beber.
Ele morava no alto da montanha em São Paulo.
Um belo dia de tardizinha Marcos resolveu de ir num bar mais perto de sua casa, ele começou de beber e beber com os seus amigos, quando o dono do bar fechou o Marcos e seus amigos foram caminhar no escuro, não demorou muito só os seus amigos voltaram e até hoje ninguém tem notícia de Marcos.


RELATO SOBRE A APLICAÇÃO DA ATIVIDADE

Numa das reuniões de formação continuada, os professores de Língua Portuguesa, tomando como base o texto Poema tirado de uma notícia de jornal, de Manuel Bandeira, planejaram atividades de compreensão do texto, questões gramaticais sobre o emprego dos verbos no poema, bem como produção textual onde s alunos deveriam criar uma notícia de jornal a partir do assunto abordado no poema estudado.
Essas atividades foram aplicadas a alunos de sétimo ano da Escola João Padilha do Nascimento e percebeu-se a princípio, que os mesmos não tinham conhecimento sobre onde se localizava a Lagoa Rodrigo de Freitas. Após esclarecimentos feitos demonstraram curiosidade sobre o Rio de Janeiro e perceberam a diferença econômica e cultural que separa os moradores da favela e os que residem na Lagoa Rodrigo de Freitas que é um bairro nobre desta cidade.
Em relação ao termo João Gostoso, os alunos se questionaram e concluíram que mesmo ele sendo pobre, tinha auto-estima elevada, já que se sentia atraente.
Sobre as questões dos verbos, seus tempos e a função que exercem no poema houve muita dificuldade dos alunos para seu entendimento, por isso a atividade foi respondida em conjunto na lousa com esclarecimento das dúvidas que os mesmos apresentaram.
Os objetivos propostos para esta aula foram alcançados já que as atividades foram bem proveitosas, pois os alunos conseguiram desenvolvê-las satisfatoriamente, mesmo que necessitaram esclarecimentos. Se sentiram os próprios repórteres de uma coluna policial quando foi apresentada a tarefa de redigir uma notícia jornalística.
Na próxima reunião de formação continuada estas atividades serão discutidas em plenária então sim os resultados poderão ser avaliadas com maior segurança.

Professora Neldi Bender








Notícia produzida pela aluna Evelin Taís da Rosa – 7º. Ano
Escola Municipal de Ensino Fundamental João Padilha do Nascimento


SUICÍDIO NA LAGOA

Foi resgatado o corpo de João Gostoso, na Lagoa Rodrigo de Freitas, ele era carregador de feira-livre e morava no morro da Babilônia em uma casa humilde (Sem número).
Segundo testemunhas ele se divertiu e se embriagou no bar Vinte de Novembro.
Logo depois foi visto pela última vez caminhando em direção ao Lago, ele estava 2 dias desaparecido até que foi avisada a Polícia.

ATIVIDADES ELABORADAS PELAS CURSISTAS

PLANO DE AULA – 8ª. SÉRIE / 9º. ANO


Plano de aula elaborado por Edelci Maria – Professora Formadora


OBJETIVOS


  • Distinguir linguagem poética de não-poética.
  • Identificar a sequência tipológica predominante.
  • Identifica elementos característicos de uma sequência tipológica narrativa.
  • Identificas marcas lingüísticas da oralidade.
  • Produzir um texto que apresente uma sequência tipológica narrativa do gênero crônica.


TEXTO I


POEMA TIRADO DE UMA NOTÍCIA DE JORNAL


João Gostoso era carregador de feira-livre e morava no morro da Babilônia

[num barraco sem-número

Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro

Bebeu

Cantou

Dançou

Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado.


Manuel Bandeira

TEXTO II


NOTÍCIA DE JORNAL


Tentou contra a existência

num humilde barracão

Joana de Tal por causa de um tal João.

Depois de medicada, retirou-se pro seu lar

e aí a notícia

carece de exatidão.

O lar não mais existe,

ninguém volta ao que acabou.

Joana é mais uma mulata triste

que errou

- errou na dose, errou no amor

Joana errou de João.

Ninguém notou, ninguém morou

Na dor que era o seu mal:

- A dor da gente não sai no jornal.

(Luís Reis e Haroldo Barbosa)



SOBRE OS TEXTOS


1 – Você já deve ter lido, em jornais, notícias semelhantes aos fatos relatados nos textos transcritos. Basicamente, o que diferencia esses textos de uma notícia jornalística?


2 – O uso do pronome “tal” em nomear os protagonistas no poema Notícia de Jornal, promove uma mudança semântica. Que mudança é essa?


3 – Os textos acima transcritos, quanto à sua estrutura, recebem qual classificação quanto ao gênero?


4 – Poema tirado de uma notícia de jornal (Manuel Bandeira) e Notícia de jornal (Luís Reis e Haroldo Barbosa) são textos que dialogam entre si, apresentam semelhanças: o que é chamado de intertextualidade. Leia com atenção e liste estas semelhanças.


5 – Nos dois poemas há predominância de uma sequência tipológica. Qual é? Assinale a alternativa correta.


( a ) sequência tipológica descritiva.

( b) sequência tipológica expositiva e argumentativa.

( c ) sequência tipológica narrativa.

( d ) sequência tipológica injuntiva.

( e ) sequência tipológica injuntiva e preditiva.


6 – Uma sequência tipológica difere de outra por apresentar elementos distintivos. Quais elementos pertinentes a essa sequência tipológica estão presentes no Texto I e no Texto II?


7 – Em muitos textos literários percebemos marcas típicas da linguagem oral. Quando isso acontece o autor faz intencionalmente e as razões podem ser as mais diversas. Aponte essas expressões presentes nos textos.


8 – Muitas vezes, os gêneros textuais se interrelacionam: mesclando um ou mais gêneros. Isto ocorre nos textos expostos acima. Quais são esses gêneros que se interrelacionam?


9 – O texto poético pode ser construído com ou sem rima. Os autores acima privilegiaram a rima em seus textos. Retire-as.


10 – Produza um texto do gênero crônica, tendo como base de inspiração uma notícia publicada em um jornal. Não esqueça dos elementos e da especificidade deste gênero.