domingo, 21 de junho de 2009

terça-feira, 16 de junho de 2009

Foto Oficina 2

Foto Oficina 2

Foto Oficina 2

Foto Oficina 2

FOTOS OFICINA 2

SEGUNDA OFICINA
(12/06/2009)

A segunda oficina ocorreu no dia 12 de junho no Centro de Capacitação. Nessa oficina, o tempo permitiu que pudéssemos realizar apenas duas atividades. Essas atividades eram referentes ao Livro TP3 – UNIDADES 9 E 10 que abordam os gêneros textuais: conceito e classificação e competências sociocomunicativa e gênero literário e não literário, gênero poético e cordel.

Sendo uma oficina que abordava o gênero textual, uma das atividades proposta nessa oficina foi a produção de um texto em grupo que deveria seguir a seguinte proposta:

Cada grupo deverá produzir um texto com base nas referências do texto lido:
Grupos1- vender a casa

Grupo 2- comprar a casa
Grupo 3- tentar tombar a casa
Grupo 4- roubar a casa
Grupo 5- alugar a casa

(Carta- e-mail- relatório- entrevista- plano de roubo- memorial descritivo- classificados- etc..)


UNIDADE 9 – GÊNEROS TEXTUAIS

ATIVIDADE 1

Os dois garotos correram até a entrada da casa. “Veja, eu disse a você que hoje era um bom dia para brincar aqui”, disse Eduardo. “Mamãe nunca está em casa na quinta-feira”, ele acrescentou. Altos arbustos escondiam a entrada da casa; os meninos podiam correr no jardim extremamente bem cuidado, “Eu não sabia que sua casa era tão grande”, disse Marcos. “É, mas ela está mais bonita agora, desde que meu pai mandou revestir com pedras essa parede lateral estava vazia exceto pelas três bicicletas com marchas guardadas aí.”
Eles entraram pela porta lateral, Eduardo explicou que ela ficava sempre aberta para suas irmãs mais novas entrarem e saírem sem dificuldade.
Marcos queria ver a casa, então Eduardo começou a mostrá-la pela sala de estar. Estava recém pintada, como o resto do primeiro andar. Eduardo ligou o som: o barulho preocupou Marcos. “Não se preocupe, a casa mais próxima está a meio quilômetro daqui”, gritou Eduardo. Marcos se sentiu mais confortável ao observar que nenhuma casa podia ser vista em qualquer direção além do enorme jardim.
A sala de jantar, com toda a porcelana, prata e cristais, não era lugar para brincar: os garotos foram para a cozinha onde fizeram um lanche.
Eduardo disse que não era para usar o lavabo porque ele ficara úmido e mofado uma vez que o encanamento arrebentara.
“Aqui é onde meu pai guarda suas coleções de selo e moedas raras”, disse Eduardo, enquanto eles davam uma olhada no escritório. Além do escritório, havia três quartos no andar superior da casa.
Eduardo mostrou a Marcos o closet de sua mãe cheio de roupas e o cofre trancado onde havia jóias. O quarto de suas irmãs não era tão bonito quanto o de seus pais, que estava revestido de mármore, mas para ele era a melhor coisa do mundo.

(Traduzido e adaptado de Pitchert, J.& Anderson, R. Taking “ different perspectives on a story, Journal of Education Psychology, 1977, 69).

Esta atividade também foi realizada por mim, na formação em Porto Alegre com a professora Aya.

IMOBILIÁRIA SILVA VENDE

Casa grande, dois pavimentos. Jardim bem cuidado e com diferentes plantas exóticas. Além do jardim, possui uma área de lazer onde seus filhos podem chamar os coleguinhas para brincar protegidos da violência das praças públicas.
Casa bonita, ampla, decorada com muito bom gosto. As pedras que revestem as paredes laterais e que conduzem à garagem cruzaram o oceano. As paredes, além de terem sido revestidas, foram pintadas recentemente.
A casa está situada na extremidade do morro Pascoal, vislumbra uma paisagem belíssima da cidade e do mar. Se a família gostar de baladas, não incomodará ninguém, pois está numa distância considerável de seus vizinhos mais próximos.
Porcelanas, pratas e cristais reluzem em toda sala de jantar e o lavabo encanta seus usuários pelas porcelanas que o compõe.
Além de todo este conforto, a casa possui três quartos (com closet) e, quanto às joias, dinheiro, não há necessidade de levá-los ao banco, pois a casa possui um cofre de segurança máxima.

Edelci




TEXTOS PRODUZIDOS PELAS CURSISTAS

Caro Senhor

Tomei a decisão de retirar a minha aplicação na bolsa de valores e investir na casa dos meus sonhos e como as características do seu imóvel agradaram a minha família, tais como: o jardim ser enorme e extremamente bem cuidado, uma casa grande recém-pintada, estar localizada no campo e estar incluída toda porcelana e cristais, que são indispensáveis para o nível social a que pertencemos. Ressalto também a importância da reforma do lavabo, com revestimento em mármore de Carará. O que muito me interessou também foi o quarto, com closet e o cofre onde poderá ser guardado os dólares e as joias da família.
Por isso gostaria de marcar um encontro para as devidas negociações. Telefone para contato (55) 3522 – 9999.

Sem mais
João da Silva

Texto escrito pelas cursistas Claídes Vendrúsculo, Neldi Bender e Terezinha Fuchs

VENDE-SE

Vende-se ampla casa recém-reformada com sala de jantar, lavabo, escritório, três quartos no andar superior, closet e uma suíte revestida em mármore. Conta também com um vasto jardim bem cuidado. Localiza-se numa área tranqüila afastada a quinhentos metros de outras residências no Condomínio Jardim.
Financia-se em te 60 meses.
Tratar com João Silva
Fone – 3522 0000

Texto escrito pelas cursistas Ana L. Real e Andréia Baron

CLASSIFICADOS

ALUGA-SE

Uma casa de alvenaria, dois pisos, localizada no Bairro Santa Inês, condomínio Gabriela em Três Passos.
Com jardim, garagem para dois carros, salão de festas, dois banheiros, lavabo, sala de estar e de jantar, copa, três quartos, uma suíte com sacada, escritório e área de serviço.
Tratar na imobiliária Cruzeiro, rua D. João Becker, 180, fone: (55) 3522-2966.

Texto escrito pelas cursistas Hilda G. Jesse, Lurdes Zagonel e Rosenei Carvalho


VENDE-SE: uma casa de alvenaria, de 140 metros quadrados, situada na rua Cipriano Barata, 27, no bairro Glória, cidade de Três Passos.
A referida casa possui dez peças: três quartos, cozinha, sala de estar, sala de jantar, dois banheiros, lavanderia, garagem.
Preço a combinar pelo telefone: 91042713, com Alfredo.

Texto escrito pelas cursistas Jocieli R. Berghahnn e Sirlei Petrini


PREMEDITANDO UM ASSALTO

Papagaio, de sua cela no presídio de segurança máxima, ordena que Rato, seu comparsa, realize outro assalto, já que, há muitos dias não ocorria nada de extraordinário.
Rato acatou as ordens e começou a procurar um alvo para o assalto com os olhos acesos e ouvidos atentos, pelas andanças, observando várias mansões, teve a inusitada sorte de ouvir a conversa de dois garotos num jardim de elegante mansão retirada da cidade e protegida por altos arbustos.
“Chefia, tudo sob controle”, falou Rato pelo celular para Papagaio. “Achei a mina”. Assim que eu gosto: rápido, curto e grosso, digno de rato... Quero as coordenada...” falou Papagaio.
“Já xequei tudo, Chefia... Na quinta-feira a madame não está, só ficam os piralho. Além disso, o lugar é afastado e a porta lateral fica aberta... Há muito bagulho do bom para surrupiar... Não tem treta manda uns cabra-macho porque tem até cofre pra arrombar, umas velharia que vale boa grana e muita jóia, roupas chique e mais tralha de valor”. Explicou Rato.
Papagaio respondeu: “Combinado. Quinta-feira mando os cara com os equipamentos e aviso para o delega mandar um camburão para fazer a segurança da operação”.

Texto escrito pelas cursistas Lenir Buchner e Lorena Da Ros







SEGUNDA OFICINA

SEGUNDA OFICINA


(12/06/2009)


A segunda oficina ocorreu no dia 12 de junho no Centro de Capacitação. Nessa oficina, o tempo permitiu que pudéssemos realizar apenas duas atividades. Essas atividades eram referentes ao Livro TP3 – UNIDADES 9 e 10 que abordam os gêneros textuais: conceito e classificação e competências sociocomunicativa e gênero literário e não literário, gênero poético e cordel.

Sendo uma oficina que abordava o gênero textual, uma das atividades proposta nessa oficina foi a produção de um texto em grupo que deveria seguir a seguinte proposta:

Cada grupo deverá produzir um texto com base nas referências do texto lido:


Grupo 1- vender a casa


Grupo 2- comprar a casa


Grupo 3- tentar tombar a casa


Grupos 4- roubar a casa


Grupo 5- alugar a casa


(Carta- e-mail- relatório- entrevista- plano de roubo- memorial descritivo- classificados- etc..)


UNIDADE 9 – GÊNEROS TEXTUAIS

ATIVIDADE 1


Os dois garotos correram até a entrada da casa. “Veja, eu disse a você que hoje era um bom dia para brincar aqui”, disse Eduardo. “Mamãe nunca está em casa na quinta-feira”, ele acrescentou. Altos arbustos escondiam a entrada da casa; os meninos podiam correr no jardim extremamente bem cuidado, “Eu não sabia que sua casa era tão grande”, disse Marcos. “É, mas ela está mais bonita agora, desde que meu pai mandou revestir com pedras essa parede lateral estava vazia exceto pelas três bicicletas com marchas guardadas aí.”

Eles entraram pela porta lateral, Eduardo explicou que ela ficava sempre aberta para suas irmãs mais novas entrarem e saírem sem dificuldade.

Marcos queria ver a casa, então Eduardo começou a mostrá-la pela sala de estar. Estava recém pintada, como o resto do primeiro andar. Eduardo ligou o som: o barulho preocupou Marcos. “Não se preocupe, a casa mais próxima está a meio quilômetro daqui”, gritou Eduardo. Marcos se sentiu mais confortável ao observar que nenhuma casa podia ser vista em qualquer direção além do enorme jardim.

A sala de jantar, com toda a porcelana, prata e cristais, não era lugar para brincar: os garotos foram para a cozinha onde fizeram um lanche.

Eduardo disse que não era para usar o lavabo porque ele ficara úmido e mofado uma vez que o encanamento arrebentara.

“Aqui é onde meu pai guarda suas coleções de selo e moedas raras”, disse Eduardo, enquanto eles davam uma olhada no escritório. Além do escritório, havia três quartos no andar superior da casa.

Eduardo mostrou a Marcos o closet de sua mãe cheio de roupas e o cofre trancado onde havia jóias. O quarto de suas irmãs não era tão bonito quanto o de seus pais, que estava revestido de mármore, mas para ele era a melhor coisa do mundo.


(Traduzido e adaptado de Pitchert, J.& Anderson, R. Taking “ different perspectives on a story, Journal of Education Psychology, 1977, 69).


Esta atividade também foi realizada por mim, na formação em Porto Alegre com a professora Aya.


IMOBILIÁRIA SILVA VENDE


Casa grande, dois pavimentos. Jardim bem cuidado e com diferentes plantas exóticas. Além do jardim, possui uma área de lazer onde seus filhos podem chamar os coleguinhas para brincar protegidos da violência das praças públicas.

Casa bonita, ampla, decorada com muito bom gosto. As pedras que revestem as paredes laterais e que conduzem à garagem cruzaram o oceano. As paredes, além de terem sido revestidas, foram pintadas recentemente.

A casa está situada na extremidade do morro Pascoal, vislumbra uma paisagem belíssima da cidade e do mar. Se a família gostar de baladas, não incomodará ninguém, pois está numa distância considerável de seus vizinhos mais próximos.

Porcelana, prata e cristais reluzem em toda sala de jantar e o lavabo encanta seus usuários pelas porcelanas que o compõe.

Além de todo este conforto, a casa possui três quartos (com closet) e, quanto às joias, dinheiro, não há necessidade de levá-los ao banco, pois a casa possui um cofre de segurança máxima.


Entre em contato conosco ainda hoje pelo telefone (99) 9999- 9999 e fale com João da Silva.


Edelci


TEXTOS PRODUZIDOS PELAS CURSISTAS


Caro Senhor


Tomei a decisão de retirar a minha aplicação na bolsa de valores e investir na casa dos meus sonhos e como as características do seu imóvel agradaram a minha família, tais como: o jardim ser enorme e extremamente bem cuidado, uma casa grande recém-pintada, estar localizada no campo e estar incluída toda porcelana e cristais, que são indispensáveis para o nível social a que pertencemos. Ressalto também a importância da reforma do lavabo, com revestimento em mármore de Carará. O que muito me interessou também foi o quarto, com closet e o cofre onde poderá ser guardado os dólares e as joias da família.

Por isso gostaria de marcar um encontro para as devidas negociações. Telefone para contato (55) 3522 – 9999.

Sem mais, um abraço

João de Silva


Texto escrito pelas cursistas Claídes Vendrúsculo, Neldi Bender e Terezinha Fuchs




VENDE-SE

Vende-se ampla casa recém-reformada com sala de jantar, lavabo, escritório, três quartos no andar superior, closet e uma suíte revestida em mármore. Conta também com um vasto jardim bem cuidado. Localiza-se numa área tranqüila afastada a quinhentos metros de outras residências no Condomínio Jardim.

Financia-se em até 60 meses.

Tratar com João Silva

Fone – 3522 0000


Texto escrito pelas cursistas Ana L. Real e Andréia Baron





CLASSIFICADOS


ALUGA-SE


Uma casa de alvenaria, dois pisos, localizada no Bairro Santa Inês, condomínio Gabriela em Três Passos.

Com jardim, garagem para dois carros, salão de festas, dois banheiros, lavabo, sala de estar e de jantar, copa, três quartos, uma suíte com sacada, escritório e área de serviço.


Tratar na imobiliária Cruzeiro, rua D. João Becker, 180, fone: (55) 3522-2966.


Texto escrito pelas cursistas Hilda G. Jesse, Lurdes Zagonel e Rosenei Carvalho



VENDE-SE: uma casa de alvenaria, de 140 metros quadrados, situada na rua Cipriano Barata, 27, no bairro Glória, cidade de Três Passos.

A referida casa possui dez peças: três quartos, cozinha, sala de estar, sala de jantar, dois banheiros, lavanderia, garagem. Preço a combinar pelo telefone: 91042713, com Alfredo.


Texto escrito pelas cursistas Jocieli R. Berghahnn e Sirlei Petrini



PREMEDITANDO UM ASSALTO


Papagaio, de sua cela no presídio de segurança máxima, ordena que Rato, seu comparsa, realize outro assalto, já que, há muitos dias não ocorria nada de extraordinário.

Rato acatou as ordens e começou a procurar um alvo para o assalto com os olhos acesos e ouvidos atentos, pelas andanças, observando várias mansões, teve a inusitada sorte de ouvir a conversa de dois garotos num jardim de elegante mansão retirada da cidade e protegida por altos arbustos.

“Chefia, tudo sob controle”, falou Rato pelo celular para Papagaio. “Achei a mina”. Assim que eu gosto: rápido, curto e grosso, digno de rato... Quero as coordenada...” falou Papagaio.

“Já xequei tudo, Chefia... Na quinta-feira a madame não está, só ficam os piralho. Além disso, o lugar é afastado e a porta lateral fica aberta... Há muito bagulho do bom para surrupiar... Não tem treta manda uns cabra-macho porque tem até cofre pra arrombar, umas velharia que vale boa grana e muita jóia, roupas chique e mais tralha de valor”. Explicou Rato.

Papagaio respondeu: “Combinado. Quinta-feira mando os cara com os equipamentos e aviso para o delega mandar um camburão para fazer a segurança da operação”.


Texto escrito pelas cursistas Lenir Buchner e Lorena Da Ros




Três Passos, 12 de junho de 2009.


Prezado Senhor José Ribeiro


Considerando que és um cliente especial e desejamos atender a sua necessidade para satisfazê-lo. Após intensa pesquisa encontramos uma casa com as características solicitadas por vossa senhora.

Lembramo-lhe que a casa é grande com dois andares, com pintura nova e bem sombriada, pois tem um jardim bastante cuidado e arborizado. A casa possui: cozinha, banheiro, sala de estar, três quartos no andar superior, escritório.

A casa fica em um local sossegado, estilo interioriano, distante de outras casas, conforme seu sonho.

Estamos aguardando a sua presença par uma visita de avaliação e possível negociação.

Atenciosamente,

João Silva

Corretor de imóveis


Texto produzido pelas cursistas Adelaide Winck e Adriane Neiland

domingo, 14 de junho de 2009

Primeira oficina - trabalho... trabalho...

Primeira Oficina

PRIMEIRA OFICINA TP3 - Unidades 9 e 10

Nesta oficina, realizada no dia 6 de junho, na escola São José, foi evidenciado que GÊNEROS TEXTUAIS são maneiras de organizar as informações linguísticas de acordo com a finalidade do texto, com o papel dos interlocutores e com as características da situação. Sendo que toda nossa comunicação se realiza através de textos, sejam orais ou escritos, "gêneros textuais são realizações linguísticas concretas definidas por propriedades sociocomunicativas: é a situação de produção de um texto que determina em que gênero ele é realizado."

Trabalhamos a classificação dos gêneros textuais, quais as características pertinentes que os conduzem à classificação de um determinado gênero textual, como também, as características distintivas entre os gênero literário e de gênero não-literário. Sobre o texto poético, suas particularidades específicas: sua estrutura, ritmo, jogo sonoro, métrica e a linguagem específica que o distingue de outros textos.

O Cordel visto como uma subclassificação do gênero poético possui características bem particulares. Tem origem na Idade Média e é trazido para o Brasil pelos portugueses. Muito difundido no Nordeste brasileiro e pouco conhecido no Sul do Brasil. Mesmo tendo evoluído, o Cordel ainda mantém sua função social de ensinamento e, quanto à forma, apresenta características do gênero poético.

Nestas duas unidades, vimos como todos nós temos, de maneira intuitiva, a ideia de gênero textual. Nosso objetivo foi sistematizar tal conhecimento e, pensar juntos sobre a transposição didática do que vimos nessas unidades sobre gêneros textuais.

Um dos objetivos do PROGRAMA GESTAR II é tornar o professor independente do livro didático e que se torne o autor das atividades a serem trabalhadas em sala de aula e foi isso que fizemos. Primeiro lemos dois textos que seriam centralizadores dessa nossa sistematização.

Às professoras, foram apresentadas duas atividades, podendo escolher uma e desenvolvê-la. A partir da escolha do texto, realizar um plano de aula que contemplasse atividades de leitura, interpretação e produção de textos, visando à análise, caracterização e classificação dos gêneros textuais que esses exemplos realizam

TEXTO 1

O primeiro texto proposto é um exemplo de como um tema do cotidiano pode ter tratamento poético e compor um gênero literário. trata-se de um texto de Manuel Bandeira sobre uma tragédia de um brasileiro, noticiada nos jornais da época, que ele transformou em poema. Morro da Babilônia é uma favela do Rio de Janeiro e Lagoa Rodrigo de Freitas é uma lagoa do Rio de Janeiro que dá nome também de um bairro de classe média.

POEMA TIRADO DE UMA NOTÍCIA DE JORNAL

João Gostoso era carregador de feira-livre e morava no morro da Babilônia
[num barraco sem-número
Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro
Bebeu
Cantou
Dançou
Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado

TEXTO 2

A situação sociocomunicativa é que define um gênero textual: os objetivos comunicativos são o critério maior adotados para organizar as ideias em um texto. Vimos também que a oralidade e a escrita se entrelaçam na produção de alguns gêneros. As músicas que ouvimos ou cantamos são bom exemplo disso: na escrita podem ser consideradas poemas, mas a melodia como que as cantamos acrescentam a esse poema características que as tornam diferentes de um poema.

Os versos desta canção, de autoria de Gilberto Gil e Nana Caymmi, retratam um momento na vida de um trabalhador.

BOM DIA

Madrugou, madrugou
A mancha branca do sol
Acordou o dia
E o dia já levantou

Acorda meu amor
A usina já tocou
Acorda, é hora
De trabalhar meu amor

Acorda é hora
O dia veio roubar
Teu sono cansado
E hora de trabalhar

O dia te exige
O suor e o braço
Pra usina do dono
Do teu cansaço

Acorda meu amor
É hora de trabalhar
O dia já raiou
É hora de trabalhar

Madrugou, madrugou

A mancha branca do sol
Acordou o dia
E o dia já levantou

Ele sai, ele vai
A usina já tocou
Bom dia, bom dia
Até logo, meu amor

As professoras se reuniram em grupos e realizaram a atividade proposta na oficina, aplicando a teoria trabalhada.

Edelci, Professora Formadora

PRIMEIRA OFICINA TP3 - Unidades 9 e 10

PRIMEIRA OFICINA


Nesta oficina, realizada no dia 6 de junho, na escola São José, foi evidenciado que GÊNEROS TEXTUAIS são maneiras de organizar as informações linguísticas de acordo com a finalidade do texto, com o papel dos interlocutores e com as características da situação. Sendo que toda nossa comunicação se realiza através de textos, sejam orais ou escritos, "gêneros textuais são realizações linguísticas concretas definidas por propriedades sociocomunicativas: é a situação de produção de um texto que determina em que gênero ele é realizado."

Trabalhamos a classificação dos gêneros textuais, quais as características pertinentes que os conduzem à classificação de um determinado gênero textual, como também, as características distintivas entre os gênero literário e de gênero não-literário. Sobre o texto poético, suas particularidades específicas: sua estrutura, ritmo, jogo sonoro, métrica e a linguagem específica que o distingue de outros textos.


O Cordel visto como uma subclassificação do gênero poético possui características bem particulares. Tem origem na Idade Média e é trazido para o Brasil pelos portugueses. Muito difundido no Nordeste brasileiro e pouco conhecido no Sul do Brasil. Mesmo tendo evoluído, o Cordel ainda mantém sua função social de ensinamento e, quanto à forma, apresenta características do gênero poético.


Nestas duas unidades, vimos como todos nós temos, de maneira intuitiva, a ideia de gênero textual. Nosso objetivo foi sistematizar tal conhecimento e, pensar juntos sobre a transposição didática do que vimos nessas unidades sobre gêneros textuais.


Um dos objetivos do PROGRAMA GESTAR II é tornar o professor independente do livro didático e que se torne o autor das atividades a serem trabalhadas em sala de aula e foi isso que fizemos. Primeiro lemos dois textos que seriam centralizadores dessa nossa sistematização.


Às professoras, foram apresentadas duas atividades, podendo escolher uma e desenvolvê-la. A partir da escolha do texto, realizar um plano de aula que contemplasse atividades de leitura, interpretação e produção de textos, visando à análise, caracterização e classificação dos gêneros textuais que esses exemplos realizam.


TEXTO 1

O primeiro texto proposto é um exemplo de como um tema do cotidiano pode ter tratamento poético e compor um gênero literário. trata-se de um texto de Manuel Bandeira sobre uma tragédia de um brasileiro, noticiada nos jornais da época, que ele transformou em poema. Morro da Babilônia é uma favela do Rio de Janeiro e Lagoa Rodrigo de Freitas é uma lagoa do Rio de Janeiro que dá nome também de um bairro de classe média.


POEMA TIRADO DE UMA NOTÍCIA DE JORNAL


João Gostoso era carregador de feira-livre e morava no morro da Babilônia

[num barraco sem-número

Uma noite ele chegou no bar Vinte de Novembro

Bebeu

Cantou

Dançou

Depois se atirou na Lagoa Rodrigo de Freitas e morreu afogado


TEXTO 2

A situação sociocomunicativa é que define um gênero textual: os objetivos comunicativos são o critério maior adotados para organizar as ideias em um texto. Vimos também que a oralidade e a escrita se entrelaçam na produção de alguns gêneros. As músicas que ouvimos ou cantamos são bom exemplo disso: na escrita podem ser consideradas poemas, mas a melodia como que as cantamos acrescentam a esse poema características que as tornam diferentes de um poema.


Os versos desta canção, de autoria de Gilberto Gil e Nana Caymmi, retratam um momento na vida de um trabalhador.

BOM DIA


Madrugou, madrugou

A mancha branca do sol

Acordou o dia

E o dia já levantou

Acorda meu amor

A usina já tocou

Acorda, é hora

De trabalhar meu amor

Acorda é hora

O dia veio roubar

Teu sono cansado

E hora de trabalhar

O dia te exige

O suor e o braço

Pra usina do dono

Do teu cansaço

Acorda meu amor

É hora de trabalhar

O dia já raiou

É hora de trabalhar

Madrugou, madrugou

A mancha branca do sol

Acordou o dia

E o dia já levantou

Ele sai, ele vai

A usina já tocou

Bom dia, bom dia

Até logo, meu amor


As professoras se reuniram em grupos e realizaram a atividade proposta na oficina, aplicando a teoria trabalhada.


Edelci, Professora Formadora

Escola São José

sexta-feira, 12 de junho de 2009

PROFESSORA CURSISTA - ADELAIDE WINCK - ESCOLA ILDO MENEGHETTI

PROFESSORA CURSISTA - CLAÍDES VENDRÚSCULO - ESCOLA COROINHA DARONCHI

PROFESSORA CURSISTA - ANA L. REAL - ESCOLA ILDO MENEGHETTI

PROFESSORA CURSISTA - ADRIANE NEILAND - ESCOLA BISPO PEDRO F. SARDINHA

PROFESSORA CURSISTA - ANDRÉIA BARON - ESCOLA ILDO MENEGHETTI

PROFESSORA CURSISTA - HILDA JESSE - ESCOLA 25 DE JULHO

PROFESSORA CURSISTA - TERESINHA FUCHS - ESCOLA 25 DE JULHO

PROFESSORA CURSISTA - SIRLEI PETRINI - ESCOLA DOM JOÃO BECKER

PROFESSORA CURSISTA - ROSENEI A. CARVALHO - ESCOLA WALLY ELISA HARTMANN

PROFESSORA CURSISTA - NELDI W. B. BENDER - ESCOLA JOÃO PADILHA DO NASCIMENTO

PROFESSORA CURSISTA - LURDES T. ZAGONEL - ESCOLA SÃO JOSÉ

PROFESSORA CURSISTA - LORENA DA ROS - ESCOLA GUIA LOPES

PROFESSORA CURSISTA - LENIR BUCHNNER - ESCOLA DOM JOÃO BECKER

sábado, 6 de junho de 2009

APRESENTAÇÃO GESTAR II

O programa GESTAR II foi apresentado aos professores de Língua Portuguesa no dia 29 de maio de 2009, no Centro de Capacitação. Estiveram presentes, nesse momento, além dos professores, o Secretário Municipal de Educação (Dalmiro Silva) e a coordenadora do GESTAR II do município (Edeltraud Mariane Hermes).

Salientei a importância da realização do programa de formação continuada para os professores de Língua Portuguesa, na atualização de seus saberes profissionais, objetivando a melhoria do processo de ensino aprendizagem e, consequentemente, melhorar a competência dos professores e de seus alunos como também, elevando nossa capacidade de compreensão, interpretação e produção dos mais diferentes gêneros textuais.

Depois da explanação do programa, bem detalhada através de slides, olhamos a mensagem A ÁGUIA que serviu para refletirmos sobre a nossa prática pedagógica. Na sequência, vimos o vídeo O SABER E O SABOR, relacionando o tema da mensagem com o do vídeo.